O que comer antes e após a corrida e a musculação Confira quais são os alimentos ideais a serem ingeridos antes e após os treinos aeróbicos e de musculação gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

O que comer antes e após a corrida e a musculação

Confira quais são os alimentos ideais a serem ingeridos antes e após os treinos aeróbicos e de musculação

Confira Também

Você tem dúvidas quanto aos alimentos mais adequados e saudáveis para se comer antes e após os treinos? Não sabe se a alimentação deve ser diferente dependendo do tipo de treino? Entrevistamos a nutricionista esportiva Vivian Ragasso, do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, para tirar essas e outras dúvidas.

Segundo Vivian, antes do exercício aeróbico - como a corrida, a caminhada e a pedalada -, o ideal é comer um carboidrato de baixo índice glicêmico, como uma fruta vermelha (maçã, morango, cereja, ameixa); mamão; tomate; damasco seco; pêra; cenoura; cereal integral; granola... “Os alimentos devem ser ingeridos entre uma hora e 40 minutos antes do treino”, ensina a nutricionista. Esse tipo de carboidrato é menos calórico, tem mais fibras e dão saciedade por mais tempo. 

antes do treino de musculação, que trabalha mais a musculatura do corpo, Vivian ensina que o ideal é comer um carboidrato de baixo índice glicêmico e também uma proteína magra, como o queijo branco, o creme de queijo magro, a ricota, o leite desnatado, o iogurte desnatado, a carne branca sem óleo ou o suplemento protéico. Além disso, assim como no exercício aeróbico, os alimentos devem ser ingeridos de uma hora a 40 minutos antes de treinar.

Após a realização dos exercícios (tanto aeróbicos quanto de musculação), é interessante comer, entre 30 minutos e no máximo em uma hora, um carboidrato de alto índice glicêmico e uma proteína magra. Bons exemplos de carboidratos de alto índice glicêmico são as bebidas isotônicas, gel de carboidratos, mel, melancia, pão branco, suco de laranja, kiwi, beterraba, manga, batata cozida e abóbora.

Perguntamos à Vivian se há diferenças com relação à nutrição para homens e mulheres. Ela explicou que não, mas há sim diferenças com relação ao tempo, ao tipo de treino, ao objetivo, ao metabolismo individual, ao peso e à idade de cada um(a). Ela disse que o treino deve ser avaliado pelo profissional especializado, para que se possa fazer o cálculo e a análise apropriadas.