Os 7 cafés da manhã mais inusitados do mundo Se você está acostumado a encarar um pingado e um pão na chapa no café da manhã, pode ser no mínimo curioso conhecer esses hábitos gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Os 7 cafés da manhã mais inusitados do mundo

Se você está acostumado a encarar um pingado e um pão na chapa no café da manhã, pode ser no mínimo curioso conhecer esses hábitos

Confira Também

Brasileiro adora uma padaria. Você sabia que no país existem mais de 63 mil delas? São Paulo é o estado que concentra o maior número: são 12.764 estabelecimentos, seguido pelo Rio de Janeiro (7.400), Rio Grande do Sul (6.058) e Minas Gerais (5.455). Segundo a Fundipan, Instituto do Desenvolvimento de Panificação e Confeitaria, os brasileiros consomem em média 33,5 quilos de pães por ano!

É isso: os brasileiros adoram acordar e encarar um pãozinho no café da manhã. Se acompanhado por um copo de café com leite, então, melhor ainda. 

Tomar café da manhã, dizem os médicos e especialistas, é um hábito essencial para ter uma vida mais saudável. Por ser a primeira refeição do dia, ela ajuda a fornecer energia para o cérebro e músculos depois de um longo período em jejum e, com isso, o corpo começa a se preparar para realizar as atividades ao longo do dia.

Mas nem todo mundo vive de pão na chapa e pingado. Você já parou para pensar em como algo rotineiro, como o costume de tomar um café da manhã  pode ser curioso? Afinal, o que é comum e corriqueiro para nós, não é para quem vive do outro lado do mundo.

Bom, se você tinha essa dúvida, agora não terá mais. Confira como algumas pessoas gostam de começar o dia: 

Escócia
O café da manhã tradicional na Escócia é o haggis. Feito com aveia, cebola, algumas especiarias e coração, fígado e estômago de ovelha, este prato lembra a buchada de bode, prato típico da culinária nordestina.

Vietnã
No país asiático, o pho, uma espécie de sopa, é servida como café da manhã, geralmente quente e feita com macarrão de arroz, manjericão, limão, brotos de feijão e carne ou frango.  Os vietnamitas costumam dizer que é garantia de energia para todo o dia.

Peru
O país famoso por ser o berço dos povos incas e da cidade histórica de Machu Picchu come em seu café da manhã o ceviche, um prato feito com frutos do mar, peixes, sucos cítricos e pimenta muito popular.  

Índia
Uma nação com cultura e culinária variada, apesar de não consumir carne bovina. Nesse café, temos batatas assadas com alecrim, tofu, salsichas de vegetais, lentilhas, pimentas e bananas assadas. Para aqueles que ainda têm estômago forte, os indianos recomendam misturar a tudo isso o curry de cordeiro.

Coreia
O kimchi é um destaque no desjejum dos coreanos. É preparado com vegetais fermentados, como couve, cebolinha, rabanete e gengibre, e temperado com alho e pimentas vermelhas. Coreanos, assim com chineses e japoneses, costumavam quebrar o jejum com uma mesa farta, composta por carnes, arroz, tofu, sopas, vegetais e algumas frituras. 

A mesa ainda tem pequenas porções de broto de samambaia, broto de soja, tofu grelhado, conserva de nabo picante, ovo preparado no vapor, agrião com óleo de gergelim, arroz, bul go gui (contrafilé em tiras com cogumelos e cebolinha), sopa de bacalhau seco, chá verde e o  kimchi.

Austrália
O café preto dos australianos é preparado quase como um chá, bem fraco e ralo, e às vezes é tomado com leite ou misturado com água. Entretanto, o que mais chama atenção são as torradas com vegemite, uma pasta castanha escura de sabor forte e salgado, feita a partir de levedura de cerveja e muito rica em vitaminas do complexo B – mas que não costuma conquistar os estrangeiros, embora seja um dos produtos típicos do país. 

Outro acompanhamento curioso é o abacate, fruta bastante popular no país. Os australianos gostam de combiná-la com pão multigrãos e umas gotas de limão. Você verá escrito nos cardápios como 'avocado smash' (abacate amassado) com tomate e queijo.

Japão
O asagohan (café da manhã tradicional japonês) é bem diferente do ocidental. Os alimentos que o compõe, são praticamente os mesmos do hirugohan (almoço) e bangohan (jantar). Ele é formado por itens, que segundo os japoneses são nutritivos e de fácil digestão, tais como arroz branco, misoshiru (caldo de pasta de soja com queijo de soja e cebolinha), legumes em conservas e peixe grelhado.

Para a maioria dos japoneses o café da manhã é a refeição mais importante do dia, pois além de dar energia e manter o corpo bem nutrido e saudável, ajuda a melhorar a concentração no trabalho ou estudo. Seguem o conceito de alimentação pirâmide: café da manhã de rei, almoço de príncipe e jantar de mendigo.