Chocolate: faz bem ou mal para os dentes? Saiba como ter dentes perfeitamente saudáveis, sem ter que deixar o chocolate de lado gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Chocolate: faz bem ou mal para os dentes?

Saiba como ter dentes perfeitamente saudáveis, sem ter que deixar o chocolate de lado

Confira Também

Quem gosta de chocolate sabe que não existe hora e nem lugar para provar um pedacinho. Seja nos bolos, sorvetes, bebidas ou próprio tablete: tudo é uma perdição. 

Com a proximidade da Páscoa, então, a tentação dos chocólatras de plantão se torna ainda maior. Entretanto, a preocupação com a saúde bucal se torna um fator um tanto relevante, já que algumas pessoas extrapolam na hora de consumir o chocolate. 

Pensando nisso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) apontou cinco maneiras de aproveitar os ovos e bombons de chocolate sem que eles prejudiquem a saúde da sua boca. Confira!

#1 – CHOCOLATE MEIO AMARGO OU AMARGO TEM MENOS AÇÚCAR
Chocolate ao leite, amargo, meio amargo, branco, crocante, com recheios: há diversos tipos desta iguaria tão apreciada por crianças e adultos. A diferença entre eles está na quantidade de cacau e na adição de outros ingredientes como o açúcar, gordura e o leite; O cacau, por si só, é um alimento bastante positivo para a saúde, já que é rico em flavonoides e tem ação antioxidante e anti-inflamatória. 

No geral, a concentração de cacau interfere na adição do açúcar, ingrediente que afeta a proliferação das bactérias produtoras do ácido responsável pela aparição da cárie. Por isso a recomendação é para o consumo do chocolate amargo ou, no mínimo, meio amargo, que possuem mais adição de cacau. 

#2 – SEM RECHEIO É MELHOR
Os bombons recheados fazem muito sucesso, mas inspiram cuidados quando o assunto é saúde bucal. No geral, contêm muito açúcar e outros ingredientes que exigirão uma higienização impecável! A consistência também conta, pois eles costumam grudar nos dentes, dificultando a remoção. Portanto, na hora de escolher o seu ovo de páscoa, procure evitar os que trazem bombons recheados (até porque é difícil comer um só).

#3 – FREQUÊNCIA É MAIS PREOCUPANTE DO QUE A QUANTIDADE CONSUMIDA
Os chocólatras de plantão vão dizer que é impossível resistir à tentação e, de fato, há uma reação química que desencadeia o desejo pelo doce. Isso acontece, principalmente, quando há uma queda de serotonina (neurotransmissor que regula o humor), por conta das alterações hormonais. Como o chocolate tem propriedades que aumentam a sensação de bem-estar, é natural querer comer o tempo todo. Mas, para manter a saúde bucal em dia, o ideal é resistir à tentação, escolhendo apenas um momento do dia para o consumo.

#4 – TEM HORA CERTA?
O mais indicado é consumir o chocolate ou qualquer outro doce durante o dia. Isso porque de noite a produção da saliva é reduzida e é nela que está a maior quantidade de compostos antibacterianos. Esses compostos são fundamentais para eliminar as bactérias que causam o ácido responsável pela aparição da cárie. 

#5 – HIGIENE BUCAL EM DIA SEMPRE EVITA PROBLEMAS
Chocolate é uma delícia e faz bem, quando consumido com moderação, portanto, pode sim fazer parte do nosso cardápio. Fazer o uso diário da escova de dente, creme dental com flúor, fio dental e do enxaguante bucal é essencial para se afastar de problemas comuns como cárie e até de outras doenças mais sérias como gengivite, periodontite e até endocardite bacteriana. Não dá para esquecer, também, das visitas regulares ao cirurgião-dentista, pois este é o profissional preparado para identificar e tratar os problemas da saúde bucal.