5 truques para ampliar ambientes pequenos Se sua casa não é do tamanho que você sonhou, saiba que é possível ampliá-lo com algumas dicas simples de decoração gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

5 truques para ampliar ambientes pequenos

Se sua casa não é do tamanho que você sonhou, saiba que é possível ampliá-lo com algumas dicas simples de decoração

Confira Também

Atualmente, apartamentos com menos de 90 m² estão dominando o mercado imobiliário no Brasil. Para se ter uma ideia, os dados do último semestre de 2014 na região metropolitana de São Paulo revelam que os apartamentos lançados nesse período tinham, em média, apenas 70 m². 

Com os imóveis cada vez menores, o jeito é encontrar saídas para ampliar o ambiente e conseguir organizar tudo dentro de casa. Entretanto, é sempre um desafio pensar na decoração de um ambiente reduzido sem a ajuda de um profissional.

Nesses casos, cada cantinho deve ser bem aproveitado e, para isso, móveis planejados, com mais de uma função, são soluções inteligentes que não prejudicam a circulação no ambiente. Além disso, existem alguns truques essenciais para criar a sensação de ambiente amplo, mesmo em pequenos espaços. Um bom exemplo disso,é a integração de ambientes na casa. “Integrar ou não ambientes, tem muito a ver com a personalidade do morador. Muitos não gostam, pois acham que a privacidade é perdida, por outro lado, a sensação de estar em um ambiente mais amplo é inevitável”, explica Tassia Pereira, designer de interiores.

Para que você não sofra na hora de decorar a sua casa ou “apertamento”, confira agora alguns truques fáceis que ajudam a criar a impressão de amplitude nos ambientes. 

#1 – ILUMINAÇÃO. A iluminação do ambiente pode ser pensada de forma que o cômodo pareça mais amplo. Para isso, é indicado o uso de iluminação indireta, como arandelas e painéis iluminados. Sancas no teto com iluminação indireta, uso de spots embutidos e lustres pequenos também ajudam a criar essa impressão. “Além da sensação de espaço ampliado, esse tipo de iluminação é capaz de deixar o ambiente mais confortável e aconchegante”, comenda Tassia. 

#2 – MOBÍLIA. Móveis baixinhos colaboram para que o campo visual fique o mais livre possível. Além disso, mobiliários versáteis e multiuso também auxiliam no aproveitamento de espaço, como por exemplo cama box baú, mesas retráteis, sofás-cama, buffets com portas e gavetas e gabinetes. “Planejar o mobiliário é o segredo para manter o ambiente organizado e com espaço o suficiente para guardar objetos que ocupam espaço e atrapalham a passagem”, explica a designer.

#3 – PAREDES COM TEXTURAS. As texturas da mobília e das paredes influenciam diretamente na perspectiva do espaço. “Paredes com texturas pesadas, como grafiatos e mosaicos de pedra natural, deixam o ambiente menor”, lembra a profissional.

#4 – CORES CLARAS. Na mesma linha das texturas, recomenda-se também, para ambientes pequenos, que sejam usadas cores claras nas paredes. Isso porque dão a impressão de amplitude e refletem a luminosidade. “Indicamos sempre paredes com cores claras e neutras, bem como as cortinas na mesma linha de cores, evitando segmentação da parede”, afirma Tassia.

#5 – ESPELHOS. Os espelhos ajudam a ampliar espaço por conta do reflexo que eles produzem. O ideal é pensar sempre em qual imagem o espelho irá refletir, dando preferência para que o reflexo seja para áreas amplas, como varandas e corredores, ou que o reflexo traga a luz de janelas ou paredes claras. “Os espelhos devem ser grandes, de preferência do chão até o teto”, finaliza Tássia.