Quer começar a correr? Então fique de olho nessas dicas Especialista dá dicas indispensáveis para quem começar a praticar corrida gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Quer começar a correr? Então fique de olho nessas dicas

Especialista dá dicas indispensáveis para quem começar a praticar corrida

Confira Também

A ciência já provou diversas vezes que correr regularmente traz inúmeros benefícios para a nossa saúde física e mental, como alívio do stress, fortalecimento muscular, e, claro, emagrecimento.

Talvez por isso, a modalidade tem ganhado cada vez mais adeptos em todo o mundo e de diferentes faixas etárias. Entretanto, não basta apenas calçar um tênis confortável e a roupa adequada para começar a correr. Antes de tudo, é preciso alguns cuidados. “Por mais que a corrida seja um movimento natural do ser humano, para o início da corrida como atividade física é sempre recomendado o acompanhamento de um profissional de Educação Física”, comenta Júlio Dotti, especialista em corrida da Planet Sport Academia. 

Além de ser barato, correr melhora o fluxo sanguíneo nas coronárias (artérias que irrigam o coração), diminuindo o risco de cardiopatias. A corrida também ajuda a fortalecer o sistema imunológico, já que estimula a produção de macrófagos (células que combatem vírus e bactérias) e melhorar o raciocínio e a memória, pois, embora não pareça, o exercício exige concentração. Entretanto, é preciso ter cautela antes de começar a praticar o esporte, para não transformar o hábito saudável em algo arriscado. “Quando se corre mais do que o limite do corpo e ainda não tem uma boa técnica na corrida, certamente, lesões irão aparecer”, comenta o especialista.

“Sempre digo que a corrida deveria ser como as artes marciais, ou seja, você começa na faixa branca e vai graduando conforme seu desempenho”, brinca Dotti. “Pensando assim, deveríamos começar com corridas de curta distância e conforme for sua evolução na corrida, vai aumentando a distância”, recomenda. Após algumas semanas, o corpo encontra um ritmo e em pouco tempo você começa a desejar as sensações que obtém na corrida.

Uma dica muitíssimo importante é se alongar antes de iniciar suas caminhadas ou corridas, para se condicionar a manter a coluna sempre ereta e o corpo preparado.

Mas e quanto à rotina de treinos? Segundo o profissional, isso vai depender muito do histórico da pessoa. “Para alguém que sempre foi sedentário recomenda-se intercalar os dias, para evitar a fadiga e o cansaço. Do contrário, correr entre 3x e 4x por semana é uma excelente estratégia para perca de peso e ganho de saúde”. 

E evite simplesmente cair na tentação de sair correndo por aí o mais rápido que conseguir. A melhor forma de incluir a corrida na sua rotina é ir adicionando pequenos “piques” nas suas caminhadas, e daí ir aumentando gradualmente o tempo que passa correndo. 

As roupas, caso não saiba, também influenciam no seu desempenho. Por isso, é importante escolher bem os tênis e trajes que irá usar. “Hoje em dia existem muitos modelos de tênis, mas nem todos são apropriados para corrida. Opte, inicialmente, por um modelo leve e confortável e, principalmente, observe o seu tipo de pisada”, afirma Dotti. “Sobre a roupa, o ideal são roupas leves e com boa ventilação, como as camisetas de tecido dryfit, calça própria para corrida ou bermudas de triathlon”.

Ter consciência de seus movimentos durante a corrida, criar uma rotina de treinos, adequar a alimentação às necessidades e objetivos, não pular etapas e fazer uma avaliação de aptidão física são algumas das dicas para quem está começando agora. “E lembre-se: o clima pode influenciar no seu desempenho. As altas temperaturas, por exemplo, tendem a diminuir o rendimento, devido ao corpo ter que controlar a temperatura corporal. Neste caso, é indicado aumentar a ingestão de água, ou seja, beber mais do que o habitual”, comenta o profissional. “Já correr em tempo com temperatura mais baixa ajuda no rendimento”, completa.

Para evitar quedas de pressão e enjôos durante ou após as corridas, é importante que o atleta controle o ritmo e velocidade através da frequência cardíaca, além, é claro, de não ingerir alimentos pesados antes de treinar. “Para melhorar o desempenho antes da corrida, procure ingerir alguma fonte de carboidrato, cerca de até 1h antes”, recomenda Dotti.

Outra dica muito importante é intercalar treinos de musculação com as corridas. O resultado desta combinação irá aumentar sua força, melhorar sua postura e, como consequência, diminuir o risco de lesões. 

E por fim, lembre-se: divirta-se. Pode parecer clichê, mas, para uma atividade física entrar de verdade na sua rotina, é indispensável que você goste do tal exercício e o faça com prazer.