Primeira calcinha absorvente chega ao mercado brasileiro A Pantys oferece quatro tipos diferentes de modelos de calcinhas gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Primeira calcinha absorvente chega ao mercado brasileiro

A Pantys oferece quatro tipos diferentes de modelos de calcinhas

Confira Também

No ano passado a chef Bela Gil, filha do cantor Gilberto Gil, causou polêmica ao dizer que não usa absorvente, por acreditar que o material polui o ambiente de maneira impactante. Para conter o fluxo mensal, ela explicou que fazia uso de calcinhas para menstruação. Uma peça única que segura o sangue, sem a necessidade de usar qualquer tipo de absorvente íntimo.

Na época, começou a discussão sobre o que eram essas peças e se elas funcionavam mesmo, além da dificuldade de encontrar em lojas especializadas por ser um produto importado. Mas este mês, uma empresa brasileira decidiu mudar este cenário e lançar a sua própria versão de calcinha absorvente.

Conhecida como Pantys, ela oferece quatro modelos diferentes de calcinhas para menstruação: tanga, biquini, clássica e hot pant. A marca atende tamanhos do P até GG e cada peça está disponível em duas cores: preto e rosé. 

Além do conforto e da segurança durante o ciclo, a empresa chama a atenção para a conscientização do impacto ambiental que uma mulher pode produzir durante a vida fértil. Para você ter uma ideia, cada mulher gasta aproximadamente R$ 100 por ano com absorvente, se ela fazer uso durante 35 anos (tempo médio que uma mulher comum menstrua), ela vai ter gastado cerca de R$ 3,500. Isso sem mencionar a quantidade de lixo que ela gerou durante todos esses anos – que demora para se decompor, devido ao material que é feito o absorvente.

Para quem ficou preocupada quanto a higiene da calcinha, calma. Todas têm 1/3 da espessura de um absorvente comum e o dobro de absorção. O tecido também é antibacteriano, possui secagem rápida e evita odores. Elas duram dois anos, podendo ser lavadas na máquina, porém nada de utilizar amaciante, alvejante e ferro de passar.

Para utiliza-las existem também regras que variam de mulher para mulher, dependendo do fluxo de cada uma. Para quem tem o fluxo intenso, a utilização de cada calcinha é de 6 a 10 horas. Já para quem tem fluxo leve, ela pode ser utilizada durante o dia inteiro.

Os preços, disponíveis no site da Pantys, variam entre R$ 75 e R$ 95 e as peças atendem também a fluxos diferentes e variam entre os leves, moderados e intensos.