Como economizar com o casamento? Orçamentos menores podem deixar os casamentos mais “em conta”, mas sem perder o glamour gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Como economizar com o casamento?

Orçamentos menores podem deixar os casamentos mais “em conta”, mas sem perder o glamour

Confira Também

A cerimônia e a festa de casamento é um momento lindo e muito esperado pelos noivinhos, não é mesmo? Porém, exige um bom investimento, ainda mais quando tem que ser “do jeito que queremos”. Mas, se endividar logo no começo da vida a dois, pode não ser uma boa ideia – já que outros gastos, como a compra de um imóvel, podem estar nos planos do casal.

No entanto, não se desespere. É possível adotar algumas precauções que diminuem muito os valores, basta serem moderados e não deixar que o entusiasmo do momento leve vocês a ruína. “Com a grana curta, o sonho do casamento precisa de ajustes, e os casais estão cada vez mais buscando alternativas que permitam uma celebração aconchegante e bonita, sem estourar o orçamento”, explica Cintia Oliveira, uma das idealizadoras da Associação Comercial da Rua das Noivas em São Paulo.

Como cada caso é um caso e cada noiva irá querer gastar um pouco mais ali e economizar um pouco mais aqui, reunimos algumas dicas de como realizar o casamento dos sonhos sem se perder nas dívidas. Confira. 

1 – “Ao invés de comprar, alugue seu vestido de noiva. O custo para aluguel de um vestido, ainda que seja feito especialmente para você, é bem menor do que o de compra. Isso porque quando o modelo retornar à loja, continuará à disposição de outras noivas, o que permite diluir o custo de confecção”, explica Cintia. 

2 – Outra dica é contratar um profissional para auxiliá-la na contratação dos serviços e no controle do orçamento. “Os noivos estão realizando um sonho e às vezes a razão se perde em meio a tantos números e valores. Ter alguém que os auxilie neste controle diminui os gastos e não deixa ninguém no vermelho”, comenta a profissional.

3 – Segundo Cintia, os mini-wedding não são unanimidade entre os noivos, até porque, em geral, eles prezam pela presença de familiares e amigos neste dia especial. Mas em tempos de crise, é uma opção econômica para a celebração. Uma lista com, no máximo, 100 nomes, pode reduzir em até 30% o valor da festa.

5 – O destination-wedding também é uma prática que vem ganhando força e pode ajudar os noivinhos a economizar. Primeiro, porque o número de convidados é menor, visto que não são todas as pessoas que conseguem se deslocar. Segundo, porque muitas vezes o local exige pouca decoração e um investimento menor dos noivos. 

6 – Bolo fake para mesa e bolo de corte para servir os convidados. “O bolo fake produz um efeito lindo na mesa, que, inclusive, dura a festa inteira e pode ser alugado pelos noivos com preços a partir R$ 200”, indica a profissional.

7 – Flores em tecido também é uma solução. Mas, para os noivos que não abrem mão das naturais, a dica é optar pelas flores da estação para ter uma redução importante no custo. Embora, às vezes, a sazonalidade também pode contribuir para elevar o valor das flores. Maio, por exemplo, devido ao dia das mães e por ser tradicionalmente o mês das noivas, os valores são bem elevados. 

8 – Está em dúvida entre banda e DJ? “Casamentos em lugares maiores comportam uma banda, mas se o espaço for muito pequeno, o DJ pode ser a melhor opção”, recomenda Cintia. 

9 – Locar jóias e adornos do dia do casamento podem deixar a noiva deslumbrante sem esvaziar o bolso. O mercado de designer de jóias está cada vez mais acessível e, assim como o aluguel do vestido, é possível fazer algo personalizado, delicado e elegante.
 
10 – Sites de cotas de viagem tornam a lua de mel possível e barata. “Às vezes o casal já tem os utensílios e equipamentos da casa e, por isso, preferem o presente de casamento em cotas. Com este recurso é possível fazer a viagem dos sonhos e carregar um pouquinho dos convidados em cada parada do passeio”, conclui Cintia.