Mamães e bebês na academia Agora não há mais desculpas para se afastar dos exercícios após a gestação gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Mamães e bebês na academia

Agora não há mais desculpas para se afastar dos exercícios após a gestação

Confira Também

Quem acabou de se tornar mãe dificilmente irá pensar em pisar em uma academia tão cedo. As dores do parto e limitações por causa do bebê (com quem vou deixar?) costumam ser um obstáculo para muitas mulheres, porém, este quadro esta mudando: diversas academias, nos últimos anos, têm oferecido serviços especiais e adaptados para as mamães e seus bebês.

 As aulas “personalizadas” ajudam a dar resistência, melhorar a postura e fortalecer a musculatura pélvica. “O vínculo de mãe e filho também aumenta muito e oferece a mamãe o retorno de sua forma física com mais facilidade, além de promover o desenvolvimento motor e cognitivo do bebê”, explica Mari Pires, proprietária do Studio Pilates Viana.

A aula de Baby Pilates, oferecida pela escola e realizada com profissionais de educação física e fisioterapeutas, dura aproximadamente uma hora, onde são feitos exercícios de alongamento, fortalecimento geral e principalmente exercícios que trabalham os músculos estabilizadores, normalmente comprometidos e frágeis devido à gravidez. 

Mamães que tiveram seus bebês através do parto normal podem se inscrever nas aulas de pilates após 45 dias, e cesárea após 3 meses. “Devemos nos preocupar caso a mãe tenha alguma restrição com o joelho, coluna e, principalmente, a diástase, que é uma separação da linha média do músculo reto abdominal, que pode se agravar”, explica Mari. 

Os bebês, no entanto, podem frequentar as aulas específicas para eles após os 3 ou 4 meses de idade, sendo que costumam ficar até os 10 ou 11 meses, idade em que já começam a andar e não querem mais ficar no colo ou nos equipamentos adequados. “Hoje eu tenho quatro alunas com bebês entre 3 e 6 meses. Já passaram muitas mamães em meu espaço, mas quando acaba a licença maternidade muitas param de treinar também, infelizmente”, diz a profissional. 

Para que se interessou pela modalidade, mas não possui tempo para frequentar as aulas, a escola ainda oferece cursos onlines, com a intenção de que qualquer profissional ou mamãe possa ter acesso as aulas e começar a trabalhar com o BabyPilates de onde estiver. 

Mas, é importante lembrar que, independente de fazer os exercícios em uma academia especializada ou não, é fundamental que a mãe e a profissional não sobrecarreguem os bebês com as atividades dadas, além, é claro, de consultar um médico antes de iniciar as aulas.