Crescer cercado de livros pode te tornar mais inteligente Segundo pesquisa, a leitura não obrigatória expande a mente das crianças e as deixam mais preparadas para novas experiências gplus
   

Crescer cercado de livros pode te tornar mais inteligente

Segundo pesquisa, a leitura não obrigatória expande a mente das crianças e as deixam mais preparadas para novas experiências

Confira Também

Quando seus pais diziam que você deveria ler mais para se tornar mais inteligente, mal sabia você que eles tinham razão. Ao menos, foi o que revelou um estudo realizado por economistas da Universidade de Pádua, na Itália. 

Segundo a pesquisa, que foi publicada no The Economic Journal, crescer cercado de livros faz bem para as pessoas. E não para por aí: os pesquisadores ainda sugerem que quem tem mais contato com livros durante a infância se sai melhor na vida adulta.

Para explicar este resultado, os economistas coletaram dados de homens com idades entre 60 e 96 anos de nove países europeus e avaliaram os livros com os quais essas pessoas tiveram contato quando eram crianças. A partir dessas informações, eles observaram que as crianças que cresceram cercadas por livros que não foram obrigadas a ler - a famosa leitura obrigatória - tinham salários superiores a 20% em relação ao restante.

Além do ganho significativamente maior, os pesquisadores também indicam que crianças que crescem cercadas de livros têm mais chances de aprender sobre como a vida e o universo funcionam, além de ter novas experiências a partir das obras que lêem por vontade própria.

Apesar de o estudo ter sido realizado com pessoas que não tiveram a participação da internet na infância, ele ainda faz sentido para as crianças de hoje, pois os livros dão uma persepção de leitura diferente (e mais profunda) da internet. 

Um bom exemplo, é que desde a publicação da saga do bruxinho Harry Potter, os jovens passaram a ler livros mais longos e as crianças aparentam ser mais gentis com pessoas diferentes delas.