Atividade física pode interferir na produção do leite materno? Veja o que toda mamãe que ainda amamenta deve saber antes de malhar gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Atividade física pode interferir na produção do leite materno?

Veja o que toda mamãe que ainda amamenta deve saber antes de malhar

Confira Também

Toda recém-mamãe sofre com o dilema da aparência após o parto: elas querem perder rapidamente os (muitos) quilinhos ganhos durante a gravidez. Mas, apesar do sobrepeso ser normal neste fase, muitas mulheres não vêem a hora de realizar alguma dieta maluca ou por os pés na esteira.

Porém, quanto à última opção, algumas mamães ainda ficam com o pé atrás. Isso porque é comum ouvirem a avó ou sogra dizer que realizar atividades físicas enquanto amamentam pode interferir na produção ou química do leite materno, o que, consequentemente, prejudicaria a saúde do bebê.

Mas, será que é verdade? A especialista em exercícios pós-parto, Gabriela Cangussú, esclarece essa e outras dúvidas comuns sobre o tema. Confira.

#1 – Exercício físico seca o leite? O ato de se exercitar não demonstra nenhum efeito prejudicial durante a lactação e não afeta o volume do leite, crescimento, o desenvolvimento infantil ou a saúde materna. Contanto que as mamães executem os exercícios de forma correta e numa intensidade adequada.

#2 – Quando posso começar a praticar atividade física? Segundo Gabriela, para as mulheres que se submeteram ao parto normal, em 40 dias é possível retomar uma rotina de exercícios, começando lentamente sem exageros. Já para aquelas que passaram pelo procedimento de cesariana, após 60 dias estarão prontas para voltar à ativa. Mas é importante lembrar que antes de começar a suar a camisa, é preciso ter a liberação oficial do médico.

#3 – Quanto tempo depois dos exercícios posso amamentar? “O ideal é amamentar 30 minutos antes do treino ou 30 minutos após, pois há uma diminuição dos níveis de IgA  no organismo, entre 10 a 30 minutos após o exercício”, explica a especialista. IgA, ou imunoglobulina A, é um anticorpo que protege o bebê contra vírus e bactérias.

#4 – É preciso beber mais líquidos? Perde-se muito líquido durante o treino, então é importante que a mamãe se hidrate bem. “Os médicos recomendam que a lactante comum beba de 3 a 4 litros por dia. Portanto, se ela praticar exercícios regularmente é necessário um aumento de 20% dessa quantidade”, diz Gabriela. 

#5 – Quantas vezes por semana posso fazer exercícios sem prejudicar a amamentação? Os treinos são importantes para o bem estar, disposição, resistência e para a própria saúde da mamãe. Na fase de amamentação, é preciso ter cuidado para não exagerar no tempo e na intensidade, focando principalmente na hidratação antes, durante e após os treinos. O ideal é treinar cinco vezes por semana, cerca de 15 minutos por dia ou de acordo com a prescrição do seu médico. 

#6 – Posso tomar suplementos durante a amamentação? Sim, mas nem todos e desde que seja acompanhado pelo seu médico.   

#7 – Quais cuidados devo ter enquanto me exercito? Segundo Gabriela, não é recomendável fazer nada que cause incômodo ou dor. O ideal é sempre treinar em uma intensidade suportável. “Outro cuidado importante é se alimentar bem, pois o bebê recebe o que a mamãe come”, afirma. 

#8 – Posso malhar o peitoral? Sim. Não há contra indicações para isso, a não ser que sinta dores relacionadas ao exercício. A musculatura fica abaixo das glândulas mamarias e não interfere em nada.